24/09/2018 às 17h29min - Atualizada em 24/09/2018 às 17h29min

Festival de música brasileira homenageia Edino Krieger nos seus 90 anos

Evento, com patrocínio cultural do Angeloni, terá cinco dias de atividades totalmente gratuitas para a população

GS Comunica
Fotos: Jéssica Antunes e Tóia Oliveira

A segunda edição do Festival de Música Contemporânea Brasileira (MCB) Edino Krieger começa nesta quarta-feira, dia 26, com atividades gratuitas e abertas ao público. O evento, que segue até o próximo dia 30, vai trazer para o Sul do Brasil uma mostra significativa da produção musical da atualidade, além de criar espaço para a divulgação de novos compositores, por meio do Concurso de Composições, celebra os 90 anos do brusquense Edino Krieger e faz homenagem especial ao compositor brasileiro Edmundo Villani-Côrtes.

As atividades acontecem em palcos diversos, em Brusque e Florianópolis. Terá atrações no Hospital Infantil Joana de Gusmão, onde os músicos levam alegria para os pacientes, passando pelo auditório do Departamento de Música da UDESC, visitando o Instituto Aldo Krieger, em Brusque, e culminando em dois teatros da Capital, o Álvaro de Carvalho (TAC) e o Ademir Rosa (CIC).

O II Festival de Música Contemporânea Brasileira Edino Krieger é viabilizado através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Florianópolis e é apresentado com o patrocínio cultural dos Supermercados Angeloni. Recebe também o patrocínio da Fundação Catarinense de Cultura, Lira Tênis Clube e Concessionária Santa Fé. Conta com a parceria da UDESC, TV UFSC, 30 # e Camerata Florianópolis. Realização da Prefeitura Municipal de Florianópolis e da Fundação Cultural Franklin Cascaes, com produção do Grupo Sintonize.
 

A música em tudo


Onde há vida, existe música. Se ouvirmos atentamente, perceberemos a música em tudo: nos pássaros, nos peixes, no vento, na água, até no silêncio. A segunda edição do Festival MCB Edino Krieger traz essa perspectiva e convida o público que aprecia a música de qualidade a entrar nesse universo dos sons que reflete o mundo. A sensibilidade na música de Edino está na identidade visual do festival que leva o seu nome. Para representar essa harmonia, foram conectados a instrumentos musicais ícones da fauna catarinense, como a tainha, o camarão e a coruja buraqueira.  

 

Visão geral da programação

Abertura com Edino Krieger, em Brusque
Intervenção musical, no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis
Mesa-redonda: “A Música Contemporânea no Ensino Musical”, na UDESC 
Recital comentado: “Prelúdios e Interlúdios”, de Edmundo Villani-Côrtes, na UDESC
Concerto Concurso de Composições, no TAC
Concerto com Camerata Florianópolis & Convidados, no CIC
Show de encerramento: Encontro de Gerações & Polyphonia Khoros, no TAC

 

Edino Krieger

Nascido na cidade de Brusque (SC), em 1928, Edino Krieger começou sua instrução em violino aos 7 anos. Entrou no Conservatório Brasileiro de Música e estudou por um ano na renomada escola de música Juilliard School of Music, de Nova Iorque, tornando-se um dos principais nomes da criação musical brasileira. Seu catálogo inclui cerca de 150 obras para orquestra sinfônica e de câmara, oratório, música de câmara, obras para coro e para vozes e instrumentos solistas, além de partituras incidentais para teatro e cinema. Sua vida é coroada por diversas conquistas, prêmios e homenagens. Foi presidente da Academia Brasileira de Música e recebeu, entre outros, o Prêmio Música Viva, o Prêmio Internacional da Paz, o primeiro lugar no Concurso Nacional de Composição do Ministério da Educação e foi agraciado com a Medalha de Honra do Cinquentenário do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e a Medalha Anita Garibaldi de Santa Catarina.

 

Novos compositores

Tendo como inspiração as Bienais de Música Brasileira Contemporânea do Rio de Janeiro, idealizadas por Edino Krieger, o Festival realizado em sua homenagem conta também com um Concurso de Composições, sendo um dos únicos eventos no Sul do Brasil que incentiva a criação entre novos compositores. Em 2018, o concurso alcançou 29 universidades, recebendo 108 composições, das quais nove foram selecionadas e serão executadas para o público, no dia 28 de setembro, no TAC.

 

Homenagem a Villani

A segunda edição do Festival homenageia o pianista, maestro, arranjador e compositor brasileiro Edmundo Villani-Côrtes. Com um estilo musical todo próprio, misturando elementos da música clássica universal ao da música popular urbana, Villani-Côrtes faz questão de chamar sua arte de “simples e despretensiosa”. Curiosamente, talvez tenha sido esta despretensão que, por fim, faz de Villani-Côrtes um dos compositores brasileiros vivos mais tocados da atualidade.

 

Camerata & Convidados

Um dos pontos altos do II MCB será a participação da Camerata de Florianópolis, que é atualmente um dos símbolos da democratização da música clássica no Brasil e, na ocasião, interpretará obras de Edino Krieger e Edmundo Villani-Côrtes. O espetáculo tem entrada franca e data marcada para a noite de sábado, dia 29, às 20h, no Teatro do CIC.

 

Encontro de gerações

O espetáculo de encerramento do II MCB trará ao público a apresentação de obras de Aldo, Edino e Edu Krieger. O espetáculo contará com um sexteto conduzido por Edu Krieger e também com a presença do Octecto Vocal da Polyphonia Khoros. O show será gratuito e acontecerá no palco do TAC, dia 30 de setembro, às 20h.

 

Parceria com a universidade

Com o objetivo de fomentar o diálogo sobre a música contemporânea brasileira na educação, assim como a construção coletiva de um olhar crítico sobre a temática, dois eventos do II MCB terão como sede a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC): um mesa-redonda sobre a Música Contemporânea no Ensino Musical com a presença de Cristina Gerling, Iracele Livero e Maurício Zamith; e um recital palestra com Prelúdios e Interlúdios do compositor Edmundo Villani-Côrtes, conduzido por Luciana Hamond – ambos na tarde do dia 27.

 

Contrapartida social

Levar a música para crianças hospitalizadas e familiares é um dos objetivos do Festival e, para cumprir este objetivo, uma das atividades será a realização de uma Mostra Musical Beneficente no Hospital Infantil Joana de Gusmão, na manhã do dia 27, em parceria com o Programa de Extensão “Música para quem precisa”, da UDESC, sob a coordenação do professor Leonardo Piermatiri.

 

Produção cultural |Grupo Sintonize

A produção do II MCB é realizada pelo Grupo Sintonize, que desde 2014 trabalha com Festivais Culturais que visam promover uma visão global de artistas brasileiros vivos, apresentando atividades que unem pesquisa à performance por meio de eventos gratuitos e abertos a toda a comunidade. O Grupo Sintonize é também responsável pelo Festival de Música Contemporânea, realizado anualmente em Campinas-SP e que, em cinco anos de execução, já homenageou os principais nomes da música brasileira, entre eles Hermeto Pascoal e Egberto Gismonti.

 

Serviço
 

O QUE: II Festival Música Contemporânea Brasileira Edino Krieger

QUANDO: 26 a 30 de setembro de 2018

ONDE: Brusque e Florianópolis

INGRESSOS: Gratuito

MAIS INFORMAÇÕES: Email: [email protected]

CANAIS: Site oficial: www.mcbsc.com.br

Página no Facebookfacebook.com/MCBedinokrieger

Evento no Facebookwww.facebook.com/events/1090046634484587/

Instagramwww.instagram.com/mcbsc


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com o NR
Atendimento NR
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo WhatsApp