17/04/2017 às 12h08min - Atualizada em 17/04/2017 às 12h08min

Aprenda a guardar e conserve os alimentos por mais tempo

Você pode evitar desperdícios e ainda preservar os nutrientes.

Minha Vida
Reprodução Facebook
Desperdiçar comida não está com nada. Desde que guardados da maneira correta, alguns alimentos podem ter sua vida útil prolongada. Uma dica simples é usar potes e sacos plásticos com essa finalidade, mas colocar sobre a embalagem uma etiqueta com a data. É uma maneira para evitar esquecer do alimento e ele acabar se deteriorando com o tempo , aconselha a nutricionista Fernanda Brunacci, da Equilibrium Consultoria em Nutrição em Bem-Estar, de São Paulo.

O tempo de duração dos produtos que precisam passar por refrigeração varia caso a caso. Em uma temperatura de 10º Celsius, ovos podem ser estocados por até 10 dias; frutas e legumes alcançam uma semana e verduras com folhas não passam de três dias. O grupo dos peixes, carnes, alimentos que passaram por cozimento e da maionese já exigem maior resfriamento dentro da geladeira, de 4º Celsius. 

Mesmo depois de armazenados, pescados e seus derivados, além da maionese caseira e outros molhos, devem ser consumidos em até 24 horas; as carnes bovina, suína e de aves resistem por mais tempo, cerca de 72 horas. Os laticínios são mais resistentes: alcançam sete dias em estado adequado para ser ingerido.

Congele na dose certa 

O congelamento é outro procedimento cheio de etapas especiais. Para congelar da forma correta, é preciso prestar atenção na temperatura do freezer que deve ser, pelo menos, de -18ºC. Temperaturas superiores a esta aumentam a chance de reprodução de algumas bactérias , alerta Fernanda Brunacci. A grande maioria dos alimentos pode ser congelada, mas existem algumas exceções, como a maionese e algumas frutas, como a banana e a pêra. Por conter muita água, a gelatina pronta também forma uma crosta cristalizada. Nas batatas cozidas e em vegetais consumidos crus, ocorre modificação da textura. 

Ovos cozidos ou crus com casca (e gema pura) resultam no rompimento da casca e gema granulada com o congelamento. Nos doces, como manjares e pudins a base de maisena, o sabor é alterado. O tomate aceita ser congelado apenas na forma de molhos. 

Para congelar de forma correta, o primeiro passo é separar alimentos de boa qualidade e limpos para garantir a não contaminação. Acondicione todos eles em pequenas porções, dentro de potes ou sacos plásticos próprios. A quantidade ideal é a mesma para consumo de uma refeição , diz a nutricionista da Equilibrium. Controle o tempo de congelamento, identificando com uma etiqueta a data de fabricação e a data de validade do alimento e nunca recongele. 

Antes de congelar: 

Carnes 
Retirar toda parte não comestível e acondicionar em sacos plásticos.

Sopas e feijão 
Esperar esfriar e guardar em potes plásticos que possam ir ao freezer. 

Vegetais 
Coloque os vegetais em um escorredor de macarrão. Em seguida, coloque este utensílio em uma panela com água fervente. Quando a água ferver novamente retire os vegetais e imediatamente jogue água gelada sobre eles. Escorra, guarde em sacos plásticos e congele. Vegetais, como milho em espiga, couve, cebola, salsa e mandioca não precisam passar por este procedimento; podem ser congelados ao natural. Leia mais.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com o NR
Atendimento NR
Precisa de ajuda? Fale conosco pelo WhatsApp